Email marketing: 10 dicas para aumentar a sua lista de e-mails assinantes

dicas para aumentar a sua lista de emails

This content is also available in: Español

Email marketing: 10 dicas para aumentar a sua lista de emails

Fazer campanhas de e-mail marketing é desafiador, porque envolve muitas etapas de planejamento e produção, mas também é muito recompensador, já que é o maior ROI do marketing digital.

Conversando com profissionais do mercado, descobriu-se no “Estudio del uso de canales de Marketing Digital en Latinoamérica” que uma das principais reclamações citadas pelos entrevistados é a dificuldade em gerar novos leads no email marketing. Justamente o aspecto fundamental do email marketing é um daqueles que causa maiores problemas aos gestores.

Por isso, a SafetyMails resolveu ajudar e preparou uma lista com 10 excelentes meios para aumentar (com qualidade) a sua lista de assinantes.

 

10 dicas para aumentar suas listas de assinantes:

01- Produza conteúdos relevantes

Você vende muito mais quando para de empurrar a venda. Esteja preparado para lidar com clientes que sabem comprar” (David M. Scott). Estamos vivendo em um tempo onde o consumo se dá de maneiras diferentes. Já não basta esperar que a mera descrição das qualidades de um produto ou serviço sejam suficientes para convencer alguém a comprar.

Vivemos, na verdade, as revoluções do marketing 3.0 e 4.0, que nos ensinaram que as relações agora são mais horizontais, com participação direta do consumidor. E que as pessoas hoje em dia compram histórias, soluções para os seus problemas, para as suas dores. Ou, como já dizia Theodore Levitt, “ninguém quer uma furadeira. O que eles querem é um buraco”.

O Marketing de Conteúdo é uma fonte inesgotável de novos leads para o seu negócio. Os consumidores realizam pesquisas antes de consumir; pesquisam em 10 lojas online antes de comprar; lêem e assistem opiniões de outros compradores antes de decidir pela compra. E os resultados dessas pesquisas é apresentado na forma de posts, estudos, vídeos, webinários, entre tantas outras formas de oferecer as respostas para as necessidades deles. E a moeda de troca, em muitos casos, é o cadastro de algumas informações, como o endereço de email, que poderá ser utilizado posteriorermente para comunicação através de email marketing.

Produza e publique conteúdos de qualidade. Leia mais sobre marketing de conteúdo. Eis alguns materiais que você pode criar para gerar novos leads:

  • Webinários
  • Cursos grátis
  • Download de estudos de mercado
  • Download / acesso a templates grátis
  • Acesso a contas de teste, dos tipos trial (por tempo determinado) ou freemium (grátis com limitações de funcionalidades ou número de usuários)

Lembre-se, no entanto, de investir sempre na relevância do que você escreve. Faça com que o seu material seja realmente interessante e focado nas principais palavras-chave das principais buscas sobre o tema em sites como o Google e o Bing.

 

02 – Faça posts e envios de email em parceria

Juntos somos mais fortes. Faça parcerias de conteúdo (guest posts) com outros sites que tenham públicos semelhantes ao seu. Esta é uma maneira inteligente de falar rapidamente com muitas pessoas que são seus leads em potencial.

Lembre-se sempre de oferecer os meios para assinatura no seu email marketing ou para download de materiais relacionados ao conteúdo disponibilizado (como estudos ou webinários).

O envio de e-mail marketing de parceiros também é um excelente meio de conseguir novos inscritos. Mas, atenção: siga as regras de boas práticas:

  • não troque bases de emails
  • envie o email com o seu remetente e a sua identidade visual
  • cite o parceiro no corpo do email como mais um dos conteúdos
  • solicite ao parceiro que faça o mesmo para os seus próprios contatos

Outras ações co-branded também incluem a produção conjunta de materiais ou a promoção de eventos digitais, como webinários gratuitos. Ambos os parceiros farão a divulgação do evento através do envio de e-mails e também nas suas redes sociais e poderão fazer uso dos inscritos e divulgação dos seus próprios serviços ao longo dos eventos. Essa é uma das principais técnicas utilizadas, que possuem muita adesão.

 

03 – Crie landing pages atraentes

Não é suficiente ter um conteúdo bem elaborado e estratégias de parceria eficientes, se as páginas responsáveis pelos cadastros não estiverem bem planejadas para uma captação adequada dos novos leads.

Como profissionais de marketing, muitas vezes ficamos atentos apenas aos números, aos KPI’s e esquecemos da experiência do visitante. Mantenha sempre o foco da criação no cliente, com um layout simples e fácil de compreender.

  • Cite claramente qual é a finalidade da landing page (download de material, inscrição para webinário, etc)
  • Trate de elencar as características ou diferenciais do material oferecido e as vantagens em prosseguir com o download ou inscrição
  • Se necessário, utilize uma imagem que traduza a landing page (pode ser um print do material a ser disponibilizado, a foto do palestrante, etc)
  • Não se esqueça de manter a identidade visual do seu negócio. Não copie layouts de outros sites para evitar enganos

Se quiser saber mais, leia esse post onde nós indicamos 5 excelentes plataformas de criação de Landing Pages com editores online para você começar agora mesmo a gerar leads através do inbound marketing.

 

04 – Call-to-action deve sempre estar claro e aparente

Seja em landing pages, lightboxes ou e-mails, o botão de call-to-action (chamada à ação) deve estar sempre claro, destacado e na área mais importante de visão da tela.

Nunca permita que fique a cargo do visitante do seu site descobrir como e onde clicar para concluir um cadastro. Aqui, uma vez mais, o layout é o seu principal aliado na conversão de novos leads. Não desperdice as oportunidades.

Utilize cores em contraste, botões com um bom tamanho (para facilitar o clique também em dispositivos móveis) e posicionamento seguindo a ordem natural de leitura do visitante. Assim, o caminho até o call-to-action fica mais natural.

 

05 – Cuidado com a quantidade de informações solicitadas

Quando estiver elaborando uma landing page para acessar algum material exclusivo ou preparando um formulário de cadastro para newsletters, lembre-se de pedir apenas as informações essenciais para a boa execução do seu e-mail marketing.

Para facilitar as suas decisões com relação à captação, leve em consideração três aspectos fundamentais sobre quais dados você realmente precisa no primeiro momento:

  1. Que dados são fundamentais para você entrar em contato com o lead? Nome, email e telefone são bons exemplos.
  2. Que dados permitirão algum nível de segmentação? Esses dados evitam que você envie emails sempre para a totalidade da sua lista de contatos, como cargo que ocupa, nível educacional, entre outros.
  3. Há algum dado que possa ser utilizado para acionar um gatilho emocional do lead?

A partir daí, com uma seleção de dados em mãos, elimine aqueles não essenciais e parta das opções mais amigáveis possíveis.

Obrigar o visitante a preencher informações demais deixa o formulário longo e pouco amigável. Isso normalmente leva à desistência por parte do visitante, e você perde uma oportunidade de um novo cadastro e de um relacionamento futuro que pode gerar vendas.

Se, ainda assim, o seu cadastro demanda muitas informações, recomendamos que comece apenas por aquelas que são essenciais e prossiga posteriormente com uma estratégia de nutrição de leads (que ainda não é muito praticada na maioria dos países da América Latina, mas já é bastante difundida no Brasil).

 

06 – Melhore a qualidade da captação

Cerca de 20% dos emails digitados em formulários de cadastro no Brasil são inválidos. Ou seja, 1 em cada 5 visitantes comete algum erro de digitação durante o cadastramento em um formulário.

O envio de e-mails de confirmação (conhecido como double opt-in) não é garantia de que você terá um bom aproveitamento de geração de leads, assim como não garante que você terá uma base de emails 100% limpa. E há uma razão fundamental para isso: endereços de email digitados incorretamente não receberão as mensagens de confirmação e, portanto, não farão a sua lista de novos inscritos crescer. É um desperdício de novo leads (leia mais aqui).

Nós recomendamos os serviços de comprovação de e-mails em tempo real para formulários de cadastro. Com a instalação de uma API (que também possui integrações com diversas plataformas de email marketing) é possível, ainda durante a digitação do email no formulário de cadastro, confirmar de um e-mail é válido ou se precisa de algum tipo de correção. Se quiser saber mais sobre este serviço, é só clicar aqui.

Valide seus e-mails com a SafetyMails e evite bloqueios

07 – Considere o uso de lightbox

Recursos interativos na tela como lightbox ou exit intent podem trazer excelentes resultados, desde que usados da maneira correta. Não podemos ser inoportunos, fazendo aparecer um lightbox a cada página navegada pelo visitante.

É preciso, antes de mais nada:

  • Saber quais são as melhores páginas para incluir esse recurso
  • Em que área da página ativar o recurso (pode ser ao rolar uma determinada área da página (lightbox) ou quando o visitante indicar a saída da página (exit intent)
  • O que sugerir ou oferecer em cada um desses momentos. Não podemos oferecer o mesmo conteúdo ou vantagem. Cada um tem um apelo, um design e uma proposta.

 

08 – Promova ações especiais para novos inscritos

Você pode obter novos inscritos a partir de benefícios exclusivos como cupons de desconto ou ofertas exclusivas para e-mail.

Tornar o email um canal exclusivo para a veiculação de algumas notícias ou ofertas também é uma forma de potencializar essa mídia.

Essas é uma maneira de incentivar os visitantes a realizar a ação de cadastramento. E-mails de boas vindas possuem excelentes taxas de aberturas. Portanto, além de conseguir novos assinantes, é possível converter algumas novas vendas.

 

09 – Inclua a opção de optin no checkout (carrinho de compras)

Esse é um momento muito especial, pois o lead já se tornou cliente e está concretizando o ato da sua compra. Aqui, ele está finalizando o seu cadastro e, por isso, está preenchendo inúmeras informações, como endereço, nome completo, formas de contato, etc.

Aproveite o checkout para solicitar também a permissão para envio de email marketing (pois o cadastro de cliente não dá automaticamente a permissão para o envio de e-mails promocionais).

Lembre-se de aproveitar os emails transacionais para estimular o relacionamento e fazer o upselling ou o cross-selling de outros produtos.

 

10 – Suas redes sociais podem ajudar!

Um fato: nem todos que são seus seguidores no Facebook, Twitter e demais redes sociais estão, necessariamente, cadastrados para receber os seus e-mails. Então, por que não aproveitar o seu alcance nas redes sociais para aumentar sua lista de seguidores?

Utilize, por exemplo, as ofertas exclusivas para e-mail. Um post no facebook, dizendo “vamos divulgar uma promoção especial de HotSale exclusivamente por email. E aí? Já está inscrito?”. E, no mesmo post, inclua um link para cadastro para o seu e-mail marketing.

Lembre-se que o contrário também é válido: enviar um e-mail para os seus assinantes, avisando, por exemplo, de um sorteio para os seguidores no Instagram, com o link para seguir.

 

O que você não fazer: jamais compre listas de emails

Existem muitas empresas que oferecem bases de dados de emails na Internet de maneira indiscriminada. É fácil comprar uma base com esses fornecedores. E eles prometem bases limpas, sem bounces, segmentadas e direcionadas para o público-alvo do seu interesse.

Primeiramente, não é possível garantir que essas bases possuem, de fato, essas características. Portanto, seria imprudente uma aquisição desse conteúdo.

Porém, ainda pior, a compra de listas é uma violação das leis de proteção de dados, pois se trata do comércio de dados pessoais sem permissão.

Lembre-se: enviar campanhas de e-mail para esses endereços causará problemas de reputação e não trará os resultados de vendas que você precisa.

 

Share this post