Como fazer e-mail marketing efetivo

planning

This content is also available in: English Español

Como fazer e-mail marketing efetivo

Que o e-mail marketing é uma das mídias de marketing digital mais efetivas, ninguém nega. Dentre elas, o e-mail marketing desponta como o melhor retorno sobre o investimento (ROI).

Todavia, junto com a sua fama de trazer bons resultados também existem inúmeras questões que sempre são levantadas por profissionais de marketing: como não sofrer bloqueios? Como entregar mais e-mails na caixa de entrada? Como obter maiores taxas de abertura? Como aumentar o número de conversões.

A resposta para todas essas perguntas está na adoção de boas práticas de planejamento e execução do e-mail marketing em todas as suas etapas.

Ocorre que, diversas vezes, e-mail marketing é confundido com apenas a ação de enviar e-mails com o objetivo de realizar vendas. Porém, o e-mail marketing é muito mais do que isso. Compreender que o e-mail marketing é um caminho para promover e estreitar relacionamentos com a base de assinantes, que ele é uma ferramenta de marketing de conteúdo; que ele auxilia no funil de conteúdo e funil vendas, e que ele permite oferecer conteúdos de qualidade para educação de leads, torna o e-mail marketing muito mais eficaz.

Tópicos desse artigo:

Você pode assistir a este conteúdo em vídeo no Canal da SafetyMails – verificação de e-mail – no Youtube


A SafetyMails é uma das principais plataformas para verificação de e-mail. Considere utilizar a SafetyMails para verificação de e-mail do seu negócio.

#1 – Tenha um plano

Stephen Kanitz disse uma vez que “Não são os grandes planos que dão certo; são os pequenos detalhes”. Isso quer dizer que se você não desenvolve um plano, acaba ignorando importantes etapas do processo de algo que queira realizar.

Quando vamos fazer uma viagem de carro, por exemplo, pensamos no melhor trajeto, nos custos envolvidos com combustível, pedágios, alimentação, manutenções, assim como também planejamos as paradas, hospedagens, pontos turísticos que queremos visitar, entre outras questões. Ignorar essa etapa de planejamento pode afetar a sua experiência de viagem e trazer dores de cabeça desnecessárias.

Com o e-mail marketing não é diferente. Precisamos planejar as nossas ações de e-mail marketing em todos os seus aspectos, pois ignorar os detalhes pode levar a problemas inesperados, como os temidos bloqueios, baixas taxas de abertura e, é claro, menos conversões.

Estabeleça claramente o tipo de e-mail a enviar, datas e horários para realizar esse envio, público-alvo da ação, objetivos e metas a atingir e quais serão os indicadores de performance a acompanhar.

#2 – Estabeleça objetivos e metas de cada ação

Há uma frase que considero muito verdadeira, de Alice no País das Maravilhas: “Se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”. Em outras palavras, como você será capaz de dizer que uma ação de e-mail marketing foi um sucesso, se você não definiu qual era a meta a atingir?

Então, antes de qualquer ação de e-mail marketing, defina:

Objetivos da ação: onde você quer chegar com o seu e-mail? Engajar novamente destinatários inativos? Conquistar mais acessos para o seu site? Promover a venda de um produto específico? Obter inscritos para o seu próximo webinar? Se você falhar em definir qual é o objetivo da ação, irá cometer erros estratégicos na elaboração do conteúdo e esses erros irão afetar diretamente os seus resultados.

Metas da ação: após saber onde você quer chegar, você precisa dizer qual será a meta a atingir. Por exemplo, conquistar mais acessos para o seu site é importante, mas aumentar em 12% o número de visitantes é uma meta a atingir. Vender um produto é importante, mas vender trinta unidades desse produto é a meta a atingir. Sem isso, você não terá como medir se a ação foi um sucesso.

#3 – Cuide de todos os aspectos técnicos do e-mail marketing

Um dos temas mais complexos do e-mail marketing é a entregabilidade (deliverability). É ela que influencia diretamente o comportamento dos provedores de e-mails com relação à maneira como as mensagens serão tratadas nos servidores. Esses algoritmos definirão se um e-mail será recebido ou bloqueado e, em uma segunda instância, se será entregue no caixa de entrada (comportamento que chamamos de inbox placement) ou na pasta de spam.

De maneira bastante resumida, estes são alguns dos aspectos que irão formar a reputação que o seu e-mail marketing tem frente aos diversos provedores.

Autenticações

Autenticações são como passaportes para os provedores. Eles são responsáveis por garantir que mensagens enviadas por e-mails tenham os seus remetentes confirmados. Em outras palavras, é isso que impede que um spammer envie e-mails em nome de uma empresa ou domínio que não lhe pertencem.

Dentre as autenticações mais populares podemos citar o SPF, o DKIM e o DMARC.

Na prática você não precisa saber como configurar essas autenticações, mas é importante que a sua plataforma de e-mail marketing faça com que essas autenticações estejam funcionais para você.

Isso irá garantir que você não sofra bloqueios de provedores de e-mail por falhas de autenticação.

Volume de e-mails

Provedores de e-mails acompanham diariamente a quantidade de mensagens enviadas por um remetente. Quando essa quantidade aumenta rapidamente, um mecanismo de bloqueio é acionado e você fica impedido de enviar suas campanhas.

Para evitar que isso aconteça, é preciso que seja adotada uma prática conhecida como aquecimento. Na prática, pequenos volumes de e-mails são acrescentados pouco a pouco para que os provedores possam acompanhar o crescimento orgânico e, assim, compreender o seu real comportamento no e-mail marketing.

Bounces / Emails inválidos

Esse aspecto merece um cuidado especial: provedores de e-mails não gostam de endereços inválidos, assim como as ferramentas de e-mail marketing.

No mercado de e-mail marketing, sabemos que provedores possuam uma tolerância muito baixa em relação aos endereços inválidos. Essa tolerância, na maior parte dos casos, não passa dos três por cento (3%). Isso quer dizer que bastam apenas uns poucos endereços de e-mails inválidos para que o seu envio seja bloqueado e os seus resultados e reputação no e-mail marketing sejam duramente impactados.

Além de causar sérios danos à sua reputação (e aos seus resultados), a existência de e-mails inválidos na sua lista significa que inúmeras oportunidades de negócios são perdidas, pois essas pessoas não poderão ser contactadas por e-mail.

Outros aspecto importante é que a má geração de leads de e-mail também reduz o seu retorno sobre o investimento (ROI), pois o mesmo investimento em geração de leads trará menos e-mails válidos, aumentando o custo por lead (CPL) e, no final das contas, entregando menos e-mails, as suas conversões também serão reduzidas.

Faça as contas: menos e-mails gerados com um maior custo e menos vendas vão fazer com que o seu retorno sobre o investimento afunde.

A nossa recomendação neste caso é que você cuide da qualidade das suas listas de e-mails nas duas frentes de negócio mais importantes: suas listas de e-mails já existentes e a qualidade da captação dos seus formulários de cadastro ou em alguma landing page.

Para essa finalidade, os serviços de validação e verificação de emails como o da SafetyMails servem perfeitamente para o seu negócio. Com um simples upload você consegue verificar a validade dos e-mails que já possui e também pode instalar a API nos seus formulários para realizar verificações em tempo real e evitar que novos e-mails inválidos sejam cadastrados no seu sistema.

Acesse agora o site da SafetyMails para maiores detalhes.

Complaints (reclamações de Spam)

Quando você envia e-mails não solicitados ou mesmo e-mails com conteúdos despropositados ou inoportunos, os destinatários podem ficar aborrecidos e, com isso, realizar reclamações para o provedor. Essa reclamação acontece quando clicam no botão de “isto é spam” dos provedores de e-mails. E isso causa bloqueios severos. O Yahoo é campeão em bloqueios por causa de reclamações.

Não se engane: são muitos os motivos para um destinatário fazer uma reclamação. A frequência de envios, por exemplo: se você envia e-mails demais, acaba por irritar o destinatário com a insistência. Se quase não envia e-mails, ele pode reclamar porque simplesmente não se lembra de quem você é e quando lhe deu permissão para envio.

Código e conteúdo

Neste aspecto trata-se disso mesmo que você está pensando: tudo em e-mail marketing conta para que você tenha melhores resultados de entregabilidade.

Quando falamos de códigos, estamos necessariamente falando do conteúdo do e-mail:

Sobre a proporção de imagens e texto, cuide para que os seus e-mails não sejam feitos totalmente com imagens, pois os filtros antispam não gostam muito disso (e os destinatários também não).

Sobre as palavras que você utiliza e até a forma como essas palavras são escritas, cuide para não ativar mecanismos antispam. E não são apenas as palavras que estão no corpo do e-mail, mas também aquelas que estão na linha de assunto.

Tenha cuidado também com os hiperlinks que você disponibiliza no seu e-mail. Se algum desses domínios estiver listado em uma blacklist, você vai enfrentar problemas.

Engajamento

Aqui, um dos fatores que você precisa se concentrar para ter em grande quantidade. Quanto maiores forem as taxas de abertura dos seus e-mails, maiores serão as possibilidades de que você entregue cada vez mais e-mails na caixa de entrada nas próximas campanhas.

A razão para isso é simples: quanto maiores são as suas taxas de abertura, mais o algoritmo dos provedores entenderá que as mensagens que você envia por e-mail são relevantes e, por isso, tenderá a entregar mais e melhor os seus e-mails.

Outra dica importante: aproveite a oportunidade que os e-mails transacionais trazem para você. Como esta categoria de e-mails possui altas taxas de abertura, eles irão permitir que você tenha melhores resultados em campanhas futuras. Aproveite os e-mails transacionais e use-os para promover o seu negócio, seja com ofertas de produtos ou serviços relacionados ou com sugestões de leitura de artigos do seu blog ou mesmo o download de materiais. O importante é encantar o destinatário.

Por isso a segmentação é tão importante, como explicaremos adiante.

#4 – Lembre-se dos 3 momentos do e-mail marketing

Antes do e-mails

Antes da abertura do e-mail marketing existem aspectos muito importantes que são fundamentais para o bom desempenho dos resultados das suas campanhas.

Mensagens de e-mail competem por espaço e audiência dos destinatários. São, literalmente, centenas de mensagens recebidas diariamente em um espaço que exibe, basicamente, linhas de texto. Sua reputação e criatividade são fundamentais neste momento.

Lembre-se de usar estrategicamente os três principais aspectos que influenciam na abertura de mensagens de e-mail:

  • Remetente: o remetente tem papel importante no convencimento do destinatário, principalmente se a sua marca possui relevância. Muitas vezes nós abrimos um e-mail simplesmente porque o remetente é, digamos, a Netflix ou a Amazon. Até pessoas possuem esse poder de marca. Digamos que você receba um e-mail cujo remetente seja o Elon Musk ou o Bill Gates. Você não daria atenção a ele? Então, não negligencie a importância do remetente e explore bastante esse recurso.
  • Assunto: sete em cada dez destinatários irão abrir um e-mail por causa do conteúdo da linha de assunto. Não são necessários muitos outros argumentos para justificar a importância desse elemento para os resultados do seu e-mail marketing. Então, fique atento com o comprimento da texto; seja direto na sua comunicação e utilize os gatilhos mentais corretamente, como o de escassez, de emergência, de oportunidade, entre tantos outros.
  • Preheader: essa curta linha de texto que aparece depois da linha de assunto oferece um breve resumo do conteúdo de um e-mail. Como você pode controlar o que vai ali, vale pensar no preheader como uma segunda linha de assunto, ou uma linha de assunto auxiliar. Aproveite esta oportunidade para chamar a atenção do destinatário em busca de obter a abertura da sua mensagem.

Durante o e-mail

O e-mail foi aberto. O primeiro desafio foi concluído. Agora, a missão é encantar o destinatário para conseguir reter a sua atenção e levá-lo até uma ação de clique.

Para atingir esse objetivo, é preciso estar atento aos elementos gráficos, sua correta distribuição no e-mail, a uma redação simples e direta e a um call-to-action instigante.

Esteja atento a: imagens utilizadas, seus tipos e o seu peso, redação de textos, fontes utilizadas, distribuição da leitura, distribuição dos elementos, esquema de cores e contraste.

Tenha um cuidado especial com o layout do e-mail. Não coloque informações demais ou opções demais de call-to-action, pois o comportamento do consumidor nos ensina que as pessoas tem dificuldades quando são expostas a muitas opções. Seja o mais simples e direto possível.

Após o e-mail

Uma vez que o e-mail tenha sido recebido e aberto, após o clique, o destinatário é direcionado para uma URL. Esse endereço será responsável pela conversão final do destinatário.

Depois de todo o esforço para criar elementos atraentes para garantir a abertura do e-mail, do estudo de conteúdo e design para levar a uma ação clique, você não vai querer perder a audiência do destinatário por causa de pequenos erros e descuidos das páginas de destino. Teste tudo para evitar falhas.

Há muitos conteúdos na internet falando sobre a construção de boas landing pages que garantam excelentes taxas de conversão.

#5 – Faça a construção e segmentação correta da sua lista de e-mails

Utilize as iscas digitais e experiências enriquecedoras

Você pode fazer a sua captação de novos e-mails utilizando momentos online e também momentos offline.

No ambiente online você pode conseguir novos inscritos com a assinatura de newsletters, aberturas de contas de teste em plataformas online, com o download de materiais como e-books ou planilhas, acessos a aplicativos ou inscrições para seminários online. As possibilidades são praticamente infinitas. O mais importante é que os seus visitantes vejam valor naquilo que você está oferecendo.

No ambiente offline, esqueça itens como papéis e canetas. Você deve utilizar artifícios digitais mesmo nesses ambientes. Faça uso de QR Codes ligados a formulários de cadastro, totens (muito cuidado com isso nesses tempos em que você deve proteger a sua saúde. Prefira os meios de cadastro sem toque), aplicativos de agendamento, clubes de desconto, test-drive, e muito mais.

Email verify: cuide da qualidade da captação de e-mails no seu cadastro

Faça uso de todos os meios possíveis para garantir que o cadastro de novos assinantes seja sempre um sucesso. Você precisou investir muito tempo e recursos para fazer com que o visitante chegasse até a sua landing page e não pode desperdiçar isso com um processo passível de falhas.

Por isso, toda a ajuda disponível é bem-vinda: faça uso de críticas de formulário para evitar erros comuns de digitação de endereços de e-mail, use a técnica de dupla confirmação (enviando um e-mail de confirmação para o endereço informado) e, é claro, para adicionar uma camada especial extra de qualidade e proteção, instale um serviço de verificação de email em tempo real.

Esse serviço verifica a existência de uma conta de e-mail durante o preenchimento do formulário, em tempo real. Isso é importante porque, muitas vezes, um endereço de e-mail digitado não possui erros, mas refere-se a uma conta inexistente ou até mesmo a uma conta de e-mail que pode causar danos para o seu e-mail marketing, como serviços de e-mails descartáveis ou endereços com palavrões. O serviço de checagem de e-mails em tempo real através da API da SafetyMails garante essa camada extra de proteção para os seus formulários e os seus negócios digitais.

Quer conhecer mais sobre esse serviço? Acesse agora mesmo o site da SafetyMails, crie uma conta e receba créditos grátis para testar os nossos serviços e verificar email.

Respeite as leis de proteção de dados

Como você deve imaginar, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com o uso que fazemos dos seus dados pessoais coletados em formulários de cadastro.

Por isso, há um movimento mundial no sentido de regulamentar a posse e o tratamento de dados pessoais. Na Europa há o GDPR, no Brasil há a LGPD e em quase todos os países da América Latina há leis específicas para tratar sobre proteção de dados. Nos Estados Unidos, embora não haja uma lei geral para essa finalidade, existem inúmeras leis promulgadas em nível federal e estadual, como a CCPA (California Consumer Privacy Act) e a de Nova York, a NY SHIELD (New York Stop Hacks and Improve Electronic Data Security Act. E eu poderia citar muitas outras leis aqui.

O fato é que você deve estar atento a essas legislação e garantir que o seu negócio esteja em conformidade com essas leis. Desenvolva documentos que especifiquem suas políticas de proteção de dados e aplique esses procedimentos de maneira profissional, orientando suas equipes de trabalho, refazendo formulários de cadastro, reestruturando a maneira como essas informações são armazenadas e tratadas.

E, é claro, jamais compartilhe dados pessoais sem consentimento.

Não existe “e-mail enviado para todo mundo”

Lembre-se de que e-mail marketing é uma ferramenta de marketing direto. Isto é, ele parte do princípio de que você possui um banco de dados segmentável, com informações que permitam um correto direcionamento das mensagens.

Os seus destinatários possuem preferências distintas e, por essa razão, trabalhar com listas segmentadas só irá colaborar com os seus resultados.

Primeiro: uma lista segmentada possui menos destinatários. Isso quer dizer que a possibilidade de ter maiores taxas de abertura cresce bastante. E isso garante uma melhor entregabilidade para o seu e-mail marketing.

Segundo: uma lista segmentada fala diretamente com os reais interessados em um determinado assunto ou produto. Isso reduz sensivelmente o número de descadastros e reclamações por envio de spam.

Terceiro: uma lista segmentada reduz os seus custos. Enviar menos e-mails reduz a possibilidade de bloqueios por volume e também consome menos do seu plano contratado em uma plataforma de e-mail marketing.

Lembre-se de utilizar técnicas inteligentes para realizar o cadastro de novos assinantes, fazendo as perguntas certas nos formulários de cadastro, registrando os comportamentos de consumo, entre outras.

#6 – Escolha uma ferramenta de e-mail marketing adequada

Não adianta haver toda uma excelente preparação para que a sua campanha de e-mail marketing seja um sucesso e acabar encontrando dificuldades por causa da plataforma de e-mail marketing.

Seja estratégico na hora de optar por uma ferramenta e não busque apenas opções gratuitas. Também não se deixe levar por ferramentas altamente complexas, se você realmente não for capaz de fazer uso de todas as possibilidades que ela oferece. Isso seria um desperdício de orçamento.

Conclusão

Para que você faça um e-mail marketing eficaz, é preciso estar atento e cuidar criteriosamente de todas as etapas, com um bom planejamento de toda a ação, utilização de técnicas para superar os desafios técnicos, promover uma boa experiência para o destinatário, e manter o constante acompanhamento dos resultados para identificar fatores de sucesso ou fracasso nas suas campanhas de e-mail marketing.

Share this post